Alcançando o céu

Alcançando o céu

Crossover

TÓPICOS
PRODUCT 
DESIGN
ENGINEERING

TÓPICOS
PRODUCT 
DESIGN
ENGINEERING

TÓPICOS
PRODUCT DESIGN
ENGINEERING

O Crossover nasceu do desejo de desenvolver integralmente e de raiz uma aeronave ultra-ligeira com características inovadoras, inspirados numa ambição já antiga de recuperar um projecto dos anos '70, o FS-29, cujos detalhes jaziam num museu de aviação em Estugarda.

O Crossover nasceu do desejo de desenvolver integralmente e de raiz uma aeronave ultra-ligeira com características inovadoras, inspirados numa ambição já antiga de recuperar um projecto dos anos '70, o FS-29, cujos detalhes jaziam num museu de aviação em Estugarda.

O Crossover nasceu do desejo de desenvolver integralmente e de raiz uma aeronave ultra-ligeira com características inovadoras, inspirados numa ambição já antiga de recuperar um projecto dos anos '70, o FS-29, cujos detalhes jaziam num museu de aviação em Estugarda.

Render 1 Grand Canyon

Desenhar uma aeronave completamente nova é um compromisso extremamente complexo e desafiante, requer capacidades muito avançadas de estilo e engenharia e, por isso mesmo, ficamos muito satisfeitos com este desafio: realizar a visão de um homem de voar. Para cumprir os requisitos desta aeronave, cada grama foi importante, pelo que, devido à sua impressionante relação peso/resistência, os polímeros reforçados com fibra de carbono (CFRP) foram profusamente usados na fuselagem, nas superfícies aerodinâmicas e noutros componentes internos. 

Desenhar uma aeronave completamente nova é um compromisso extremamente complexo e desafiante, requer capacidades muito avançadas de estilo e engenharia e, por isso mesmo, ficamos muito satisfeitos com este desafio: realizar a visão de um homem de voar. Para cumprir os requisitos desta aeronave, cada grama foi importante, pelo que, devido à sua impressionante relação peso/resistência, os polímeros reforçados com fibra de carbono (CFRP) foram profusamente usados na fuselagem, nas superfícies aerodinâmicas e noutros componentes internos. 

Desenhar uma aeronave completamente nova é um compromisso extremamente complexo e desafiante, requer capacidades muito avançadas de estilo e engenharia e, por isso mesmo, ficamos muito satisfeitos com este desafio: realizar a visão de um homem de voar. Para cumprir os requisitos desta aeronave, cada grama foi importante, pelo que, devido à sua impressionante relação peso/resistência, os polímeros reforçados com fibra de carbono (CFRP) foram profusamente usados na fuselagem, nas superfícies aerodinâmicas e noutros componentes internos. 

Crossover – vista geral – (3)-2

Para alcançar a sensação de um automóvel desportivo no céu, diversas decisões foram tomadas antecipadamente durante o processo de design, tais como a configuração de dois lugares, lado a lado, e o acesso ao cockpit tal como um automóvel. O peso teve de ser mantido num mínimo absoluto, logo a fibra de carbono é utilizada profusamente no Crossover, cuja propulsão é assegurada por motores elétricos. Desde o primeiro desenho, o desafio foi o de conseguir uma configuração híbrida entre planador e crossover, adaptado tanto a manobras em alta velocidade como a uma configuração de planeio. 

Para alcançar a sensação de um automóvel desportivo no céu, diversas decisões foram tomadas antecipadamente durante o processo de desigm, tais como a configuração de dois lugares, lado a lado, e o acesso ao cockpit tal como um automóvel. O peso teve de ser mantido num mínimo absoluto, logo a fibra de carbono é utilizada profusamente no Crossover, cuja propulsão é assegurada por motores elétricos. Desde o primeiro desenho, o desafio foi o de conseguir uma configuração híbrida entre planador e crossover, adaptanado tanto a manobras em alta velocidade como a uma configuração de planeio. 

Para alcançar a sensação de um automóvel desportivo no céu, diversas decisões foram tomadas antecipadamente durante o processo de design, tais como a configuração de dois lugares, lado a lado, e o acesso ao cockpit tal como um automóvel. O peso teve de ser mantido num mínimo absoluto, logo a fibra de carbono é utilizada profusamente no Crossover, cuja propulsão é assegurada por motores elétricos. Desde o primeiro desenho, o desafio foi o de conseguir uma configuração híbrida entre planador e crossover, adaptado tanto a manobras em alta velocidade como a uma configuração de planeio. 

Crossover – motor e hélice – (2)-2

A Everythink foi responsável pelo conceito, estilo, modelação, aerodinâmica, simulação estrutural, engenharia mecânica, moldes e, ainda, pela consultoria na construção. 

A Everythink foi responsável pelo conceito, estilo, modelação, aerodinâmica, simulação estrutural, engenharia mecânica, moldes e, ainda, pela consultoria na construção. 

Branco

DESIGN FOR CHANGE

DESIGN FOR CHANGE

Made in Porto.

 

 




FACEBOOK     INSTAGRAM     LINKEDIN  




FACEBOOK     INSTAGRAM     LINKEDIN     TWITTER




FACEBOOK     INSTAGRAM     LINKEDIN     TWITTER

Rua Alfredo Allen, 455
4200-135 Porto

info@everythink.com
+351 220 301 570 

Rua Alfredo Allen, 455
4200-135 Porto

info@everythink.com
+351 220 301 570 

Rua Alfredo Allen, 455
4200-135 Porto

info@everythink.com
+351 220 301 570 


Made in Porto

Rua Alfredo Allen, 455
4200-135 Porto

info@everythink.com
+351 220 301 570

 

Made in Porto. 

© 2019 EVERYTHINK - ALL RIGHTS RESERVED

© 2019 EVERYTHINK - ALL RIGHTS RESERVED

© 2019 EVERYTHINK - ALL RIGHTS RESERVED